Fala-me de música

Exposição de Instrumentos de Cordas na Casa da Música

Viola d'Amor

A viola d´amore é caracterizada por dois grupos de sete cordas: um grupo de cordas melódicas e outro de cordas simpáticas, ambos os grupos respeitando a mesma afinação.
Quando as cordas melódicas são friccionadas, as do outro grupo vibram por simpatia.
Atadas ao estandarte, as cordas melódicas apoiam-se no cavalete, passam por cima da escala e atam-se nas cravelhas laterais inferiores da cabeça.
As cordas simpáticas, atadas a pinos fixados na parte inferior do corpo, atravessam o cavalete, passam por dentro dum canal existente debaixo da escala e atam às cravelhas superiores.
A cabeça termina normalmente com elegantes figuras femininas, algumas de olhos vendados simbolizando Cupido. As aberturas do tampo tem normalmente a forma duma chama ("flaming-sword").
A viola d´amore aparece nos fins do séc. XVII e rapidamente se espalha por toda a Europa, sendo durante o séc. XVIII um instrumento de solo.
O seu declínio dá-se no início do séc. XIX.
Instrumento de construção delicada, há belíssimos exemplares da viola d´amore com diversos desenhos, sendo provavelmente John Ulrich Eberle (1699-1768) o mais notável dos seus construtores (violeiro estabelecido em Praga e oriundo duma pequena vila da Baviera alemã Füssen).

Joaquim Domingos Capela (Engº)

Capa | Conteúdos | Exposição de Instrumentos de Cordas

Agora no Fala-me de música podes ter aulas de guitarra, presencialmente ou pela Internet.
Contacta-nos para saberes como.

Luís Oliveira
Telefone: 912938436 ou 966544836
Skype: lrouxinol