Fala-me de música

Músicos célebres

Johannes Brahms

No dia 7 de Maio de 1833, na cidade de Hamburgo, Alemanha, nasceu Johannes Brahms, compositor que não ficou limitado pela fronteira territorial alemã, mas que, num século de nacionalismos, criou uma vasta obra musical que em tudo traduz a alma e o sentimento germânico e se pauta por um carácter universal.
As obras de Brahms são das mais tocadas nas grandes salas de concertos em toda a parte, sendo dos compositores que mais obras gravadas tem em todas as etiquetas discográficas. Em países com tradições musicais tão diversificadas, como na Inglaterra, Itália, Estados Unidos e França, as suas composições tiveram estreias calorosas, ao longo da sua vida e, um século volvido, ainda fazem parte dos repertórios de qualquer solista que se preze, dos melhores grupos de câmara e das mais prestigiadas orquestras mundiais, sempre com enorme sucesso.
O carácter universal da obra de Johannes Brahms resulta do seu grande interesse pela tradição musical europeia e pelas composições de Bach e de Beethoven, não faltando um apurado gosto pela sua época. Devido à expressão emotiva, as obras de Brahms inserem-se no mais puro sentido da estética romântica e nunca escreveu uma nota de música com intenção de revolucionar a linguagem musical. Esta forma de actuar valeu-lhe severas críticas de musicólogos e críticos que o consideravam um académico tardio.
De facto, as suas primeiras obras revelam a influência dos românticos Mendelssohn e Schumann, progredindo no sentido do classicismo, sendo considerado defensor da música pura, contrária à música de programa.
O grande público com as magistrais obras de Brahms: as quatro sinfonias; os dois concertos para piano; o concerto para violino; as aberturas orquestrais e as "Danças húngaras", as sonatas, as baladas, as variações, os "intermezzi" e os caprichos para piano; o "Requiem alemão" e a rapsódia para contralto; a numerosa música de câmara, entre a qual se destacam as sonatas para violino e piano, os três quartetos de cordas, os dois sextetos, o quinteto com clarinete, o quinteto com piano, entre tantas outras sonatas, trios e quartetos, além das extraordinárias canções - "Lieder" - que nos legou.
Há 101 anos, mais precisamente no dia 3 de Abril de 1897, na cidade de Viena, morria um dos compositores mais proeminentes do século XIX. A cidade onde Brahms passou a segunda metade da sua vida, chorou a sua morte com profundo pesar.

José Fernandes da Silva

Capa | Conteúdos | Músicos célebres

Agora no Fala-me de música podes ter aulas de guitarra, presencialmente ou pela Internet.
Contacta-nos para saberes como.

Luís Oliveira
Telefone: 912938436 ou 966544836
Skype: lrouxinol